Uma família relevante no reconhecimento da graça

A graça de Deus é favor e o amor gracioso dado às pessoas escolhidas,  sem  que  merecessem. A compreensão desta dádiva real deve provocar no crente o desejo de adorar a Deus, por aquilo que esta graça significa. É propício para toda e qualquer fase da vida  reconhecer o impacto dessa graça, derramada sobre o salvo e redimido por Cristo.

Uma vez que o crente toma posse da graça de Deus em seu favor ele se transforma. Sua natureza é renovada num novo nascimento. Ele passa a pensar, falar e agir de modo a agradar àquele que lhe agraciou com um bem impagável – a salvação. O crente passa a fugir de tudo  que o liga à antiga vida. Ele foge da escravidão da velha natureza, que fazia tudo para afastá-lo de Deus. Suas ações de agora buscam a pureza e uma aproximação diária com Deus. Ele passa a desejar uma intimidade perfeita com Aquele que desejou purificá-lo da podridão do pecado em que vivia. O homem alcançado pela graça de Deus mostra em sua vida os efeitos da graça de Deus.

Uma família estável e cristã em nossos dias também é fruto da graça e misericórdia de Deus. Satanás tem bombardeado as famílias com torpedos potentes visando sua destruição e muitas têm sido destroçadas por ele, mas a graça de Deus em Cristo Jesus tem protegido muitas famílias da desgraça da destruição.  O 1º efeito percebido no texto é: O HOMEM PASSA A SE ALEGRAR COM O BEM DO PRÓXIMO. Paulo disse: “Sempre dou graças a {meu} Deus a vosso respeito”. O homem é por natureza egoísta. Esse egoísmo se percebe claramente quando o homem passa a invejar o crescimento dos outros. O segundo efeito da graça de Deus na vida dos crentes é: O ENRIQUECIMENTO NA VIDA ESPIRITUAL. Como fruto da graça recebida, os coríntios também manifestaram outros efeitos da graça de Deus em suas vidas: “Porque, em tudo, fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento; assim como o testemunho de Cristo tem sido confirmado em vós, de maneira que não vos falte nenhum dom, aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual também vos confirmará até ao fim, para serdes irrepreensíveis no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo. Como frutos desse enriquecimento surgem algumas outras vantagens para crente. A primeira delas é que o crente perde a timidez. Paulo disse: “Porque, em tudo, fostes enriquecidos nele, em toda a palavra”. Também como fruto desse enriquecimento espiritual, outra vantagem percebida na vida do crente é a transformação visível de seu caráter. Paulo disse: “Porque, em tudo, fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento; assim como o testemunho de Cristo tem sido confirmado em vós de maneira que não vos falte nenhum dom, …”. Os trovões anunciam um temporal do mesmo modo que as nossas atitudes mostram o que existe em nosso coração. Nossas ações falam muito mais alto do que nossas palavras. O mundo observa a vida dos crentes como abutres, desejando ver a sua queda para poder festejar sobre seu cadáver. A vida do crente tem de ser uma manifestação diária de mudança de caráter para o bem. Se assim não for ele se mostrará falho e incapaz de falar de Jesus e muito menos mostrar que tem algum conhecimento de Deus que leva a uma transformação de vida.  Esse enriquecimento da vida espiritual vem acompanhado de dons. Os dons são capacitações especiais que Deus dá aos crentes, como presentes aos seus servos, não para serem usados como bens próprios, mas para usá-los na edificação da igreja do Senhor. 1 Coríntios 14.12 diz: “Assim, também vós, visto que desejais dons espirituais, procurai progredir, para a edificação da igreja”.  Quando o crente deixa de pensar em si, ou seja, deixa de ser egoísta, e passa a pensar coletivamente, no bem da igreja como um todo, ele é agraciado por Deus com dons. A pessoa começa a se empenhar no desenvolvimento da igreja do Senhor e esse empenho é acompanhado da necessidade de conhecimento e capacitações para dar conta do trabalho proposto, então, o próprio Deus, que é o maior interessado no bem da igreja, capacita o servo que se dispôs, dando-lhe dons.

Outra vantagem de quem foi enriquecido na sua vida espiritual é que ele passa a ter esperança. “Aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual também vos confirmará até ao fim, para serdes irrepreensíveis no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo. Vi uma estatística sobre suicídios que me deixou estarrecido. O número de pessoas que se matam é alarmante! A vida é boa, por pior que pareça as vezes. São poucos os velhos que desejam morrer, a despeito de terem vivido muito. Esse desejo de continuar a viver se dá pelo simples fato de que viver é bom. Mas tem muitas pessoas que preferem deixar de viver, e por isso se matam. Essa morte se dá por falta de esperança. O terceiro e último efeito da graça de Deus na vida do crente, que percebemos nesse texto, é A CERTEZA QUE O CRENTE TEM DE QUE FOI ACEITO POR DEUS. O texto diz: “Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor”.

Todos gostam de ser aceitos.  Ao findar o almoço a esposa pergunta: “A comida estava boa?” Ela deseja um sim porque esse sim mostrará que o seu trabalho no preparo do alimento foi aceito. O rapaz que carpiu o lote vazio perguntará àquele que o contratou: “Está bom?” Essa resposta também é para ver se foi aceito, pois novos trabalhos dependerão dessa aceitação. Continue você a dar novos exemplos e verá que, normalmente, os trabalhos realizados vêm seguidos de uma confirmação de aceitação.

Reconheça que a sua família saudável, bonita, unida e próspera é graça de Deus, é bênção, presente imerecido, mas continue zelando, vigiando e se esforçando para que o inimigo não consiga atingi-la.

Pastor Ivo Lídio Köhn.  

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *